Siga-nos

Perfil

Expresso

Diário

A cada hora há cinco estrangeiros que se tornam portugueses

PATRICIA DE MELO MOREIRA

Aumentou significativamente o número de estrangeiros que passaram a ter nacionalidade portuguesa. Cidadãos brasileiros são os maiores beneficiários. Relatório do Observatório das Migrações faz o balanço da última década

O número de estrangeiros que passou a ter nacionalidade portuguesa aumentou consideravelmente desde as alterações legislativas introduzidas em 2006, o que se traduziu em cerca de 402 mil “novos” cidadãos portugueses no espaço de dez anos - entre 2007 e 2016. Contas feitas, dá uma média por hora a rondar os cinco pedidos aceites (mais precisamente 4,6). A conclusão resulta do levantamento estatístico reunido no “Acesso à Nacionalidade portuguesa: 10 anos da lei em números”, estudo do Observatório das Migrações apresentado esta terça-feira e coordenado por Cristina Reis Oliveira.

Nesse período, constatam os autores, “quase meio milhão de cidadãos pediu a nacionalidade portuguesa (477 mil pedidos em dez anos)”, o que significa que, “em média, 48 mil novos processos deram entrada por ano”, tendo a resposta sido positiva para cerca de 40 mil indivíduos/ano. Em concreto: 401.669 novos portugueses na década em apreço.

Para continuar a ler o artigo, clique AQUI
(acesso gratuito: basta usar o código que está na capa da revista E do Expresso. pode usar a app do Expresso - iOS e android - para fotografar o código e o acesso será logo concedido)