Siga-nos

Perfil

Expresso

Diário

BE e PCP duvidam da legalidade da tecnologia usada no IRS online

marcos borga

Dependência do IRS online da tecnologia Java vai levar as duas bancadas parlamentares mais à esquerda a questionar o Governo. Especialistas em cibersegurança dizem que o uso de browsers antigos e plug-ins aumenta a insegurança

São quatro letras apenas, confundem-se com o nome de uma ilha indonésia, mas é o nome da tecnologia que mais de cinco milhões de portugueses foram obrigados a usar para preencher a declaração do IRS na Internet. Java é o nome da tecnologia. Sem ela, uma parte significativa dos contribuintes não teria de seguir a estranha recomendação da Autoridade Tributária e Aduaneira (AT) para a instalação de versões de browsers que já estão desatualizadas ou, em alternativa, preencher as declarações de rendimentos através de uma app… que também ela está dependente do Java.

Porque é que o IRS online se mantém dependente do Java? É isso que o PCP pretende apurar num requerimento que vai enviar, em breve, ao Governo. O BE também já fez saber que pretende questionar o Governo sobre o assunto – e admite levar o tema a debate no Parlamento, caso as respostas não sejam satisfatórias.

Para continuar a ler o artigo, clique AQUI
(acesso gratuito: basta usar o código que está na capa da revista E do Expresso. pode usar a app do Expresso - iOS e android - para fotografar o código e o acesso será logo concedido)