Siga-nos

Perfil

Expresso

Diário

“A expectativa é que a pobreza tenha uma redução mais vincada”

tiago miranda

Renato do Carmo, diretor do Observatório das Desigualdades

Como se calcula a população em risco de pobreza ou exclusão social?
Trata-se de um indicador compósito, construído a partir de três indicadores, nomeadamente o risco de pobreza — a população com um rendimento inferior a 60% da mediana do rendimento por adulto no país — e a taxa de privação material severa, que é calculada com base num inquérito às condições de vida que procura saber se as famílias têm acesso a um conjunto de bens, desde a capacidade económica para fazer uma semana de férias fora de casa até à capacidade de aquecer a casa ou de comer carne ou peixe pelo menos duas vezes por semana, por exemplo.

Finalmente, tem-se também em conta a intensidade laboral, que no caso das pessoas em risco de pobreza é muito reduzida. Normalmente não têm uma atividade profissional regular.

Para continuar a ler o artigo, clique AQUI
(acesso gratuito: basta usar o código que está na capa da revista E do Expresso. pode usar a app do Expresso - iOS e android - para fotografar o código e o acesso será logo concedido)