Siga-nos

Perfil

Expresso

Diário

Centrão à vista

Macron já escolheu o homem que vai ocupar a cadeira de primeiro-ministro: Edouard Philippe

getty

Macron avança com a recomposição da vida política francesa: depois de ter destruído o PS nas presidenciais, aposta na divisão da direita e acaba de nomear um primeiro-ministro deste campo. O objetivo é ganhar as legislativas de junho ou pelo menos garantir pontes para governar ao centro com o apoio das alas moderadas da esquerda e da direita, numa espécie de “geringonça”

Edouard Philippe, 46 anos, deputado e presidente da Câmara do Havre (norte da França) pelo partido de direita Os Republicanos, tomou esta segunda-feira à tarde posse como novo primeiro-ministro francês. A composição do seu Governo deverá ser anunciada esta terça-feira.

O novo executivo deverá representar um mosaico de tendências políticas diversas – da esquerda socialista moderada aos “juppéistas” (apoiantes do antigo primeiro-ministro Alain Juppé, derrotado por François Fillon nas primárias da direita), passando pelos centristas de François Bayrou e membros da sociedade civil.

Para continuar a ler o artigo, clique AQUI
(acesso gratuito: basta usar o código que está na capa da revista E do Expresso. pode usar a app do Expresso - iOS e android - para fotografar o código e o acesso será logo concedido)