Siga-nos

Perfil

Expresso

Diário

“Já devia estar a ser cobrada taxa turística no Porto”

Pizarro quer que setor turístico compense os residentes da cidade, mas avisa não diabolizar a crescente de visitantes

rui duarte silva

Braço direito de Rui Moreira durante quase quatro anos, Manuel Pizarro afirma não temer ir a votos contra o seu aliado até há uma semana. Mais conhecido e experiente do que em 2013, o único bom resultado para si e para o PS “é vencer” a corrida ao Porto. Excerto de uma entrevista a publicar este sábado na íntegra no Expresso

Manuel Pizarro afirma não ter qualquer constrangimento em avançar para a presidência da Câmara do Porto, apesar de ter sido o rosto socialista da coligação pós-eleitoral que governou a cidade durante quase quatro anos.

Apesar do abalo político que deitou por terra o acordo rosa com o movimento “Porto, O Nosso Partido”, o líder da maior Federação Distrital do PS do país garantiu em entrevista não temer ir a votos, nem fazer campanha contra o até agora aliado Rui Moreira. Em 2013 ficou em segundo lugar nas urnas com 22,68% dos votos, mas agora que deixou de ser “um quase desconhecido e com a experiência autárquica adquirida”, acredita numa candidatura ganhadora. Questionado sobre qual será um bom resultado, responde sem hesitar: “Vencer”.

Para continuar a ler o artigo, clique AQUI
(acesso gratuito: basta usar o código que está na capa da revista E do Expresso. pode usar a app do Expresso - iOS e android - para fotografar o código e o acesso será logo concedido)