Siga-nos

Perfil

Expresso

Diário

A incrível derrapagem de Marine le Pen

epa

O tradicional debate televisivo de entre as duas voltas das eleições presidenciais francesas foi o mais desastroso de sempre na História da V República. Muito violento, por culpa da nacionalista Marine le Pen, representa o estado em que se encontra a França. Emmanuel Macron reforçou o favoritismo para o Eliseu

Os debates televisivos de entre as duas voltas das presidenciais francesas raramente foram pacíficos. Este repórter assistiu a todos desde o da eleição de François Mitterrand, em 1981.

Alguns foram muito duros, mas sempre decorreram com elegância e uma certa elevação no combate, por vezes sem tréguas e malicioso, de ideias e propostas. Contudo, nunca foram tão brutais como o desta quarta-feira à noite entre a ultradireitista Marine le Pen e o centrista Emmanuel Macron.

Para continuar a ler o artigo, clique AQUI
(acesso gratuito: basta usar o código que está na capa da revista E do Expresso. pode usar a app do Expresso - iOS e android - para fotografar o código e o acesso será logo concedido)

  • Repetir mil vezes: você só diz idiotices

    “Vous dites que des bêtises, madame Le Pen”. Bêtises pode traduzir-se como idiotices, imbecilidades, parvoíces, etc. As opções de tradução são muitas, mas nenhuma é simpática. O ataque frontal de Emmanuel Macron à candidata presidencial da Frente Nacional foi surpreendente. Não só Macron não piscou o olho aos eleitores mais à esquerda, como repetiu vezes sem conta que os argumentos de Marine le Pen eram bêtises

  • Um empate que favorece Macron

    Partindo de uma vantagem de 60% contra 40% nas sondagens, nem Macron terá conseguido fazer crescer a sua base de apoio, nem Le Pen alargar o seu eleitorado. O debate foi tenso, sobretudo na sua parte final, onde a candidata da Frente Nacional parece ter acusado algum cansaço