Siga-nos

Perfil

Expresso

Diário

Polícia admite dificuldades em eliminar definitivamente links da Baleia Azul

getty

Jogo preocupa autoridades e famílias em todo o mundo. Gestores dos perfis nas redes sociais criam páginas falsas para fintar autoridades. PGR quer apagar links mas é um jogo do gato e do rato

Os cortes numa mão, num braço e no peito, supostamente autoinfligidos, de uma jovem de 14 anos no Porto voltaram a fazer soar o alerta: tudo aponta que esta seja mais uma vítima da Baleia Azul, o jogo que incentiva a automutilação e até o suicídio. No total, este já é o quarto caso em Portugal comunicado às autoridades nacionais.

Agora impera a necessidade de controlar a dispersão do jogo pelas redes sociais, o meio utilizado para incentivar os adolescentes a participarem e a prestarem as 50 provas violentas. O diretor da Unidade Nacional de Combate ao Cibercrime (UNC3T) da Polícia Judiciária (PJ) admite dificuldades em eliminar definitivamente links relacionados com o jogo.

Para continuar a ler o artigo, clique AQUI
(acesso gratuito: basta usar o código que está na capa da revista E do Expresso. pode usar a app do Expresso - iOS e android - para fotografar o código e o acesso será logo concedido)