Siga-nos

Perfil

Expresso

Diário

Poliomelite contra-ataca

Está perdida mais uma batalha contra a paralisia infantil. O vírus voltou e a Organização Mundial da Saúde colocou o mundo em estado de emergência. A salvo só está quem foi vacinado, o que em Portugal acontece com quem nasceu nos últimos 50 anos

O desalinho no seu corpo moldou-o para gostar de harmonia, o olhar dos outros para ver em perspetiva, a limitação física para o desafio. A mudança aconteceu entre os três e os quatro anos de vida de Gomes Fernandes, arquiteto, vice-presidente da Câmara do Porto com Fernando Gomes, antigo secretário de Estado do Ambiente, vítima de poliomielite.

A doença, também conhecida por paralisia infantil, fez milhares de aleijados até ser eliminada na maior parte do mundo - na Europa foi-o em junho de 2002 - e está a reaparecer. Este ano propagou-se de três para dez países - como o Afeganistão, Nigéria e Paquistão, onde é endémica; ou Síria, Israel, Palestina e Guiné Equatorial -, obrigando a Organização Mundial da Saúde (OMS) a fazer soar o alarme. 'Tocou' no passado dia 5, para alertar o mundo para o estado de emergência e para a necessidade de travar a circulação de um vírus que se julgava parado no passado.

Para continuar a ler o artigo, clique AQUI
(acesso gratuito: basta usar o código que está na capa da revista E do Expresso. pode usar a app do Expresso - iOS e android - para fotografar o código e o acesso será logo concedido)