Siga-nos

Perfil

Expresso

Diário

Programa de Estabilidade: o bom aluno, os TPC e uma certeza

marcos borga

Os números do Programa de Estabilidade foram desenhados para agradar a Bruxelas. A esquerda torce o nariz, chama-lhe “espartilho” e concentra energias para a negociação do Orçamento do Estado para 2018, que já arrancou. Marcelo elogia coesão da “geringonça” enquanto PSD e CDS apontam os riscos

Helena Pereira

Helena Pereira

texto

Editora de Política

Há uma frase de Pedro Passos Coelho que PCP, BE e Os Verdes subscrevem na íntegra: "O Programa de Estabilidade [PE] e o Programa Nacional de Reformas vinculam o Governo e só o Governo". O líder do PSD disse-o no final da audiência do seu partido com o Presidente da República a propósito daqueles dois documentos e os parceiros do Governo evidenciaram isso mesmo.

Distanciam-se do ónus político das metas do PE que reforçam a vontade de António Costa em ser o bom aluno na União Europeia, sublinham aquilo que os une e aproveitam para deixar bem claro que a sua preocupação é com o que aí vem, a negociação do Orçamento do Estado para 2018 e os sinais disso que veem (ou não veem) no PE.

Para continuar a ler o artigo, clique AQUI
(acesso gratuito: basta usar o código que está na capa da revista E do Expresso. pode usar a app do Expresso - iOS e android - para fotografar o código e o acesso será logo concedido)