Siga-nos

Perfil

Expresso

Diário

Os maiores do Youtuga

São na sua maioria jovens, chegam a estar mais de doze horas por dia agarrados ao computador e são os novos melhores amigos das marcas. Já há muitos que vivem do que colocam no Youtube

Sónia Santos Costa

Se alguém lhe perguntar o que faz na vida e a sua resposta for “sou youtuber”, o mais certo é que o olhem com desconfiança e lhe atirem: “E durante o dia?” Se reservas ainda existem de que esta é uma profissão (talvez pela estranheza dos horários e pelo trabalho ao domicílio) saiba-se que é o ganha-pão de uma pequena comunidade em Portugal. E será justo comparar esta ocupação a um qualquer outro hobby, como xadrez ou aulas de yoga? É que, em alguns casos, as receitas chegam e sobram para pagar as contas ao final do mês...

Youtube. Quando surgiu era uma incógnita - assim como o eram o Snapchat, a Bimby, o cinema, o daguerreótipo e o fogo. Corria 2005, ano em que o rapper norte-americano 50 Cent nos presenteou com o hit Candy Shop, quando três rapazes decidiram criar aquela plataforma - que haveria de ser comprada pela Google em 2006. Hoje, aloja cada vez mais inquilinos e é o terceiro website mais acedido do mundo - apenas ultrapassado pelo gigante Facebook e pelo sabichão Google.

Para continuar a ler o artigo, clique AQUI
(acesso gratuito: basta usar o código que está na capa da revista E do Expresso. pode usar a app do Expresso - iOS e android - para fotografar o código e o acesso será logo concedido)