Siga-nos

Perfil

Expresso

Diário

“Velocidade Furiosa”: de onde vem essa possível comparação com “Star Wars”?

O oitavo filme da série “Velocidade Furiosa”, que acaba de se estrear, sucede a um episódio que se tornou o sexto título com maiores resultados de sempre nas bilheteiras à escala mundial. Charlize Theron e Helen Mirren, ambas com óscares no currículo, são novos rostos numa saga que aposta numa produção de grande orçamento e não esquece novos modelos e protótipos para quem gosta de carros velozes

Pode hoje em dia quase não haver nas cidades aqueles letreiros vistosos sobre as portas das salas de cinema que deixavam ver, a quem passava na rua, os nomes das estrelas que protagonizavam os filmes. Mas a verdade é que os elencos de peso encontram outros caminhos para chamar atenções. E, ao juntar num mesmo cartaz os nomes das oscarizadas Charlize Theron e Helen Mirren aos rostos de Vin Diesel, Dwayne Johnson (ou seja, The Rock), Michelle Rodriguez ou Kurt Russell (o mítico Snake Plisskin de “Fuga de Nova Iorque” e sua sequela em Los Angeles), o oitavo capítulo da saga “Velocidade Furiosa” entra em cena fazendo-se notar, acrescentando ainda as inevitáveis presenças de modelos de automóveis rápidos.

Há um Lamborghini Gallardo de motor biturbo ou um protótipo Nissan IDx Nismo, mostrando as máquinas, juntamente com os atores e uma produção de grande orçamento, todo um potencial para inscrever um novo episódio de triunfo na bilheteira e vincar mais ainda a presença destes filmes entre os grandes casos de sucesso deste início de século.

Para continuar a ler o artigo, clique AQUI
(acesso gratuito: basta usar o código que está na capa da revista E do Expresso. pode usar a app do Expresso - iOS e android - para fotografar o código e o acesso será logo concedido)

  • Mais velozes (e furiosos) do que nunca

    “Velocidade Furiosa 8”, em estreia esta semana, dá início a uma nova trilogia da saga. Depois dos filmes já encomendados, o caminho ainda não está definido, mas é certo que será percorrido a altas rotações. Há spin-offs em cima da mesa