Siga-nos

Perfil

Expresso

Diário

500 anos de Páscoa

Mapa do plano para o Dia D, ou seja para o desembarque na Normandia em 1944

FOTO DR

Episódios passados nos dias de Páscoa, desde 1517 até... 2017, dia que este ano ainda não chegou mas para o qual se prevê, além das improbabilidades, uma greve dos trabalhadores das empresas de distribuição, comércio, escritórios e serviços “pela conciliação da vida familiar com a profissional e pelo trabalho digno”

1967, 26 de março. Foi um domingo ansioso pela "promessa" anunciada para a segunda-feira seguinte. A notícia do desassossego era a possibilidade de se dar a "maré do século". O mar ia descer, dizia-se, ao "nível zero" das cartas hidrográficas e pôr a descoberto sepulturas pré-históricas no Havre, vestígios de florestas da era terciária, destroços dos 12 navios do almirante Anne Hilarion de Costentin, conde de Tourville, de 50 anos, afundados em 1692 pelos ingleses e o "cemitério marítimo" do desembarque das tropas aliadas em 1944, ao largo da praia de Arromanches, na Normandia.

E confirmou-se parcialmente, embora em Portugal "tenha sido uma desilusão", aqui "não assumiu proporções dignas de nota", mas, por exemplo, no Mont Saint Michel, em França, milhares viram as águas recuar cerca de dez quilómetros. O fenómeno acontece de 18 em 18 anos, mais ou menos. A próxima maré está prevista para 2033. A última foi em 2015 e atraiu aos locais do costume milhares de curiosos (tal como em 1967).

Para continuar a ler o artigo, clique AQUI
(acesso gratuito: basta usar o código que está na capa da revista E do Expresso. pode usar a app do Expresso - iOS e android - para fotografar o código e o acesso será logo concedido)

  • Os guardiães muçulmanos do túmulo de Jesus

    O local que abriga o túmulo de Cristo é, desde há séculos, protegido por duas famílias muçulmanas. Os Joudeh guardam as chaves do Santo Sepulcro e os Nusseibeh estão encarregados de abrir e fechar a porta exterior do templo. Ao Expresso, Adeeb Joudeh explica todo o ritual