Siga-nos

Perfil

Expresso

Diário

‘Oposição’ a Cristas reuniu-se ao jantar

Completou-se um ano sobre a eleição de Assunção Cristas para a liderança do CDS, na sucessão de Paulo

Foto Rui Duarte Silva

Em 2016 não votaram em Cristas. Um ano depois reuniram-se para assinalar o 1º aniversário do congresso, num jantar em Gondomar que pode ser lido como uma espécie de ‘aviso’ à lider do CDS: a oposição interna está viva e recomenda-se

Cristina Figueiredo

Cristina Figueiredo

Jornalista da secção Política

Cerca de centena e meia de militantes centristas, subscritores e apoiantes da moção de Filipe Lobo D’Ávila, João Casanova Almeida e Altino Bessa (alternativa à de Assunção Cristas), participaram esta sexta-feira num jantar, em Gondomar, “para celebrar e fazer um balanço e análise da situação política”, um ano depois do congresso do partido.

Sem quererem assumir o labelo de “críticos” da atual direção presidida por Cristas, os convivas – que regressaram ao local da apresentação pública da moção que levaram ao congresso de março de 2016 – fizeram questão de divulgar o encontro. E fizeram mesmo chegar um comunicado às redações onde constatam que o conteúdo da moção “Juntos pelo Futuro” (que recolheu 23,8% dos votos dos congressistas e conseguiu obter 16 lugares para o Conselho Nacional do partido) “continua válido”.

Para continuar a ler o artigo, clique AQUI
(acesso gratuito: basta usar o código que está na capa da revista E do Expresso. pode usar a app do Expresso - iOS e android - para fotografar o código e o acesso será logo concedido)