Siga-nos

Perfil

Expresso

Diário

Declaração sobre o Futuro à espera de 27 assinaturas

Uma das reuniões no âmbito das celebrações do Tratado de Roma, com Donald Tusk, Paolo Gentiloni e Jean-Claude Juncker

Foto CLAUDIO PERI/EPA

Os líderes europeus — com exceção da primeira-ministra britânica — estão em Itália para celebrar os 60 anos do Tratado de Roma. Na fotografia de família terão de mostrar que estão unidos. Esta sexta-feira, os 27 são recebidos pelo Papa

Sessenta anos depois, o projeto que começou com seis países tornou-se uma união a 28, mas está a poucos dias de receber o primeiro pedido formal de divórcio. Os líderes europeus chegam esta sexta-feira à capital italiana com o 'Brexit' à vista e, por isso, a cerimónia comemorativa do Tratado de Roma terá de convencer os cidadãos europeus e o resto do mundo de que a saída do Reino Unido não é o princípio do fim.

Os 27 — a primeira-ministra britânica Theresa May não vem a Roma — querem repetir e sublinhar que estão unidos e a 'palavra-chave' surge ao longo da Declaração conjunta que deverão assinar este sábado de manhã.

Para continuar a ler o artigo, clique AQUI
(acesso gratuito: basta usar o código que está na capa da revista E do Expresso. pode usar a app do Expresso - iOS e android - para fotografar o código e o acesso será logo concedido)