Siga-nos

Perfil

Expresso

Diário

Os segredos das finanças de Donald Trump

epa

Foi levantado mais um pouco do véu sobre os impostos que o Presidente paga ao Estado, mas as dúvidas persistem - sobre o que terá a esconder, mas também sobre a sua dúbia proposta de reforma tributária

Os Estados Unidos podem ser diferentes de Portugal em muitas coisas mas em pelo menos uma são exatamente iguais: com abril a aproximar-se, os contribuintes levam as mãos à cabeça com receio de quanto dinheiro terão de desembolsar ao entregarem as suas declarações de IRS. É isso que está a acontecer agora, que março vai a meio, e que os norte-americanos, como os portugueses, se preparam para prestar contas ao Estado. Só que este ano, ao contrário de Portugal, há uma nova peça no puzzle tributário dos EUA que está a intrigar os contribuintes e os legisladores tanto quanto a enfurecê-los, agora que a MSNBC teve acesso a uma declaração de rendimentos do Presidente relativa ao ano fiscal de 2005.

Esta terça-feira à noite, a apresentadora Rachel Maddow anunciou no Twitter que ia divulgar no seu programa dali a algumas horas um documento de duas páginas sobre as finanças de Donald Trump — um documento que alguém deixou na caixa de correio de David Cay Johnston, ex-jornalista do “New York Times”, especialista em questões tributárias e finanças pessoais, que em 2001 ganhou um Pulitzer. A Casa Branca quis adiantar-se e decidiu ser ela a tornar pública a declaração fiscal, com justificações em defesa do chefe do Estado e ataques aos media “desonestos”, por cometerem uma potencial “ilegalidade”, com efeito comprovando a veracidade da documentação.

Para continuar a ler o artigo, clique AQUI
(acesso gratuito: basta usar o código que está na capa da revista E do Expresso. pode usar a app do Expresso - iOS e android - para fotografar o código e o acesso será logo concedido)