Siga-nos

Perfil

Expresso

Diário

Ele sonhava com uma Clara incrível, que a podia encontrar nalgum lugar, mas não acreditava que ela pudesse ser interpretada por uma atriz

O cineasta brasileiro falou ao Expresso sobre o seu “Aquarius”

Foto ANNE-CHRISTINE POUJOULAT/AFP/Getty Images

Mas ele enganou-se e ainda bem, porque acabou por encontrar a Clara dele numa atriz do tamanho do Brasil. Conversa com o cineasta Kleber Mendonça Filho em torno da sua segunda longa-metragem e do grande retrato de mulher que vem do papel desempenhado por Sónia Braga. O filme estreou-se no último Festival de Cannes e chega esta quinta-feira às salas

Começar um filme, descobrir o seu ponto de arranque, é sempre difícil. O que é que o levou a escolher aquelas velhas fotos panorâmicas da cidade do Recife? São da idade do prédio?
São do final dos anos 60/início dos anos 70. São de Alcir Lacerda, um fotógrafo pernambucano que faleceu cinco anos atrás. Ele tem um arquivo incrível de fotografias da cidade. Ora, eu vejo “Aquarius” como um filme de arquivo também. Quase um álbum de família em que a família é a cidade. Mas o facto de serem de Alcir é igualmente importante. O trabalho dele é muito bonito.

Também “O Som ao Redor”, a sua primeira longa-metragem, começava com fotos...
Pois é, e essa repetição atraiu-me, como se os filmes fizessem parte de uma trilogia [iniciada na curta “Recife Frio”], embora não o sejam. Também era importante que as fotos ficassem limpas. Algumas pessoas pensaram que elas seriam pano de fundo dos créditos, mas não era esse o objetivo. As fotos são antes a passagem de um documento real para uma dramatização do passado. Surgem acompanhadas pela canção do Taiguara, que se chama ‘Hoje’. É uma canção de 1969, que coincide exatamente com o período de duas fotos (há outra de 1968 e quatro de 1973).

Para continuar a ler o artigo, clique AQUI
(acesso gratuito: basta usar o código que está na capa da revista E do Expresso. pode usar a app do Expresso - iOS e android - para fotografar o código e o acesso será logo concedido)