Siga-nos

Perfil

Expresso

Diário

Estamos a observar uma crise em modo bola de neve

VIVA ERDOGAN. Manifestantes turcos em frente ao consulado holandês em Istambul, este domingo

foto epa

O que é que o líder do movimento anti-imigração e anti-Islão na Holanda tem a ver com o referendo constitucional convocado na Turquia para daqui a um mês? Neste momento, tudo. O Presidente turco não está contente com os obstáculos que a sua campanha pelo “sim” encontrou em várias cidades europeias este fim de semana, a começar por Roterdão. Divisões podem influenciar os resultados das legislativas holandesas esta quarta-feira — e das restantes eleições que vão ditar o futuro do continente europeu até ao final do ano

Não foi há muito tempo que o chefe da redação do “Hurriyet” em Ancara, Serkan Demirtas, elogiou a aparente “normalização” da retórica de campanha na Turquia, a pouco mais de um mês de um referendo fulcral que pode vir a alterar o sistema político em vigor no país. Apesar da depuração de dezenas de milhares de funcionários públicos, agentes da polícia e militares levada a cabo por Recep Tayyip Erdogan desde o golpe falhado de julho, numa campanha de intimidação que também passou por perseguir e deter críticos do seu governo até dentro do próprio “Hurriyet”, há duas semanas Demirtas sublinhou que as duas barricadas estavam finalmente a moderar o tom da campanha.

“O Partido do Desenvolvimento e da Justiça (AKP), no poder, deixou a dada altura de categorizar os que apoiam um voto no ‘não’ como ‘terroristas’ ou ‘apoiantes do terrorismo’”, escreveu o jornalista do diário turco a 25 de fevereiro. “E o principal partido da oposição, o CHP, deixou de centrar os ataques no Presidente enquanto indivíduo e passou a focar-se nos riscos de uma ‘alteração de regime’ para um [modelo político] dominado por um só homem.”

Para continuar a ler o artigo, clique AQUI
(acesso gratuito: basta usar o código que está na capa da revista E do Expresso. pode usar a app do Expresso - iOS e android - para fotografar o código e o acesso será logo concedido)