Siga-nos

Perfil

Expresso

Diário

Nuno Melo: “Louçã está para Carlos Costa como a Associação de Estudantes da Nova para Jaime Nogueira Pinto”

DENÚNCIA “Alguma coisa está a acontecer de muito grave na sociedade portuguesa a partir do momento em que o socialismo democrático abriu a porta do poder à extrema esquerda”

alberto frias

O primeiro vice-presidente do CDS e eurodeputado deu uma entrevista ao Expresso (que pode ler na edição semanal, este sábado) na qual tece duras críticas à partidarização do Banco de Portugal. O que é que isto tem a ver com o cancelamento da conferência de Jaime Nogueira Pinto na Universidade Nova? Na sua perspetiva, tudo

Cristina Figueiredo

Cristina Figueiredo

Editora de Política da SIC

Nuno Melo, em escala em Lisboa, oriundo do Porto a caminho de Bruxelas, onde desempenha o quarto ano do seu segundo mandato como eurodeputado, conversou com o Expresso na terça-feira. O pretexto era o primeiro aniversário da eleição de Assunção Cristas para a presidência do CDS (que se assinala este domingo).

Mas a entrevista acabou por ser, sobretudo, sobre os temas do momento: offshores e Banco de Portugal. E como, nessa mesma manhã, já começava a ser viral a notícia do cancelamento da conferência de Jaime Nogueira Pinto pela Associação de Estudantes da Faculdade de Ciências Sociais e Humanas da Universidade Nova de Lisboa, o tema acabou, naturalmente, por vir à baila também.

O dirigente centrista não compreende, nem aceita, a nomeação de Francisco Louçã para o Conselho Consultivo do Banco de Portugal.

Para continuar a ler o artigo, clique AQUI
(acesso gratuito: basta usar o código que está na capa da revista E do Expresso. pode usar a app do Expresso - iOS e android - para fotografar o código e o acesso será logo concedido)