Siga-nos

Perfil

Expresso

Diário

Mariana, 13 anos, foi resgatada pela PJ numa propriedade desocupada a 200 km de casa

Sistema de georreferenciação do telemóvel do suspeito, de 24 anos, foi determinante para a PJ de Braga encontrar a jovem, de 13 anos. Estava em Ílhavo numa casa desocupada, com o homem que a tinha aliciado no Facebook

Hugo Franco e Jornal Digital “O Minho”

Quando saiu da sua casa na aldeia de Vila Chã, perto de Ponte de Lima, há uma semana, Mariana podia ter a sua salvação às costas. Na mochila encontrava-se o seu telemóvel, mas estava desligado. E não havia maneira de a detetar por essa via. O Expresso e o Jornal Digital "O Minho" sabem que foi no entanto pelo sistema de georreferenciação que a Polícia Judiciária de Braga a encontrou. E a única pessoa que estava com ela era o homem de 24 anos que a tinha seduzido no Facebook, algumas semanas antes.

“A rapariga foi detetada ontem [quinta-feira] numa casa desocupada em Ílhavo, onde estavam os dois escondidos”, conta ao Expresso uma fonte próxima da investigação. E não foi Mariana quem pediu ajuda à PJ através das redes sociais, como chegou a ser referido.

Para continuar a ler o artigo, clique AQUI
(acesso gratuito: basta usar o código que está na capa da revista E do Expresso. pode usar a app do Expresso - iOS e android - para fotografar o código e o acesso será logo concedido)