Siga-nos

Perfil

Expresso

Diário

Bruxelas anuncia “profunda redução de custos” na CGD

Paulo Macedo pega na CGD após prejuízo nunca antes visto

TIAGO MIRANDA

Ainda antes de Paulo Macedo apresentar ao país os prejuízos da Caixa e as medidas de restruturação planeadas, a Comissão Europeia emitiu um comunicado a anunciar e a explicar a austeridade prevista para o banco

A Caixa Geral de Depósitos (CGD) confirmou esta sexta-feira que teve um prejuízo de 1,9 mil milhões de euros em 2016, um valor nunca antes registado pelo banco público. Em conferência de imprensa, Rui Vilar, chairman da CGD, admitiu que o ano passado não decorreu a “velocidade cruzeiro” para o banco, mas destacou que o plano de recapitalização permitirá “olhar para futuro com perspetiva muito mais positiva”.

O anúncio deste prejuízo recorde surge no mesmo dia em que a Comissão Europeia aprovou a recapitalização de €3,9 mil milhões da Caixa. Em comunicado, Bruxelas afirma que os planos de Portugal para reforçar a posição de capital do banco estatal estão em “conformidade com as regras da UE em matéria de auxílios estatais” e que não constituem ajuda de Estado.

Para continuar a ler o artigo, clique AQUI
(acesso gratuito: basta usar o código que está na capa da revista E do Expresso. pode usar a app do Expresso - iOS e android - para fotografar o código e o acesso será logo concedido)