Siga-nos

Perfil

Expresso

Diário

Salgado diz que só soube pelo Expresso da offshore do GES nos Panama Papers

Luis Barra

Ricardo Salgado afirmou em inquérito que não sabia nada sobre as sociedades offshore que movimentaram o dinheiro suspeito de ter saído do “saco azul” do GES para Helder Bataglia, que acabaram na conta do amigo de José Sócrates. Viu no Expresso, disse, quando o jornal revelou a utilização das empresas-veículo durante a investigação Panamá Papers

Ricardo Salgado garantiu que não sabia nada sobre a sociedade offshore que foi usada como um veículo da ES Enterprises. Trata-se da Pisong, uma firma que foi revelada pelo Expresso no ano passado como tendo sido usada para transferências a partir do chamado “saco azul” do Grupo Espírito Santo.

Salgado afirmou ainda que também não sabia nada da Markwell e da Monkway, duas sociedades offshore geridas por Helder Bataglia, como o Expresso também revelou no ano passado.

São declarações de Ricardo Salgado, ex-presidente executivo do BES, em resposta ao procurador Rosário Teixeira e ao inspector tributário Paulo Silva, que foram reveladas pelas edições de hoje das revistas “Visão” e “Sábado.” Nelas, Ricardo Salgado diz mesmo que foi pelo Expresso que soube da existência destas três sociedades offshores, na investigação jornalística dos Panamá Papers. O interrogatório teve lugar a 18 de janeiro.

Para continuar a ler o artigo, clique AQUI
(acesso gratuito: basta usar o código que está na capa da revista E do Expresso. pode usar a app do Expresso - iOS e android - para fotografar o código e o acesso será logo concedido)