Siga-nos

Perfil

Expresso

Diário

Juncker pouco ortodoxo: “Merda e mais merda”

ZANGADO. Juncker quase perdeu as estribeiras ao apresentar hoje o Livro Branco sobre o futuro da Europa

epa

Foi a primeira vez que um presidente da Comissão Europeia disse em plenário: “Merda”. E bisou: “Merda e mais merda”. Foi a propósito da discussão sobre o “Livro Branco sobre o Futuro da Europa” que foi apresentado esta terça-feira por Jean-Claude Juncker no Parlamento Europeu

Luísa Meireles

Luísa Meireles

Redatora Principal

Insultos e palavrões já se ouviram no Parlamento Europeu, mas à boca pequena. Desta vez, porém, o palavrão mais-comum-de-todos foi dito com o microfone aberto e pelo próprio Presidente da Comissão Europeia, o muito pouco ortodoxo Jean-Claude Juncker. “Merda”, reclamou a propósito de todos criticarem a metodologia, mas ninguém apresentar propostas.

“Gritamos aos quatro ventos que o debate é necessário e que é preciso ir ao encontro dos cidadãos e dos eleitores – que são cidadãos e não apenas eleitores – e quando o fazemos somos criticados. Então merda. Eu diria merda se não estivesse no Parlamento Europeu. O que que querem afinal que façamos?” , disse um veemente Juncker.

Para continuar a ler o artigo, clique AQUI
(acesso gratuito: basta usar o código que está na capa da revista E do Expresso. pode usar a app do Expresso - iOS e android - para fotografar o código e o acesso será logo concedido)