Siga-nos

Perfil

Expresso

Diário

Mais de mil militares vão ajudar bombeiros nos fogos

POLÍCIAS. Estatutos da GNR vão a conselho de ministros no próximo dia 23, anuncia Constança Urbano de Sousa

Tiago Miranda

Ministra da Administração Interna revela mudanças no dispositivo de combate aos incêndios, numa entrevista que vai ser publicada na íntegra na edição deste sábado do Expresso e que agora antecipamos. Terrorismo, segurança do aeroporto, refugiados e estatutos da GNR foram outros dos temas abordados

Hugo Franco

Hugo Franco

Jornalista

Constança Urbano de Sousa admite que o último verão não foi fácil: os incêndios florestais atingiram grandes proporções e a área ardida quase que triplicou em relação a 2015. Para que os episódios que ocorreram no Funchal, na serra de Monchique ou na Lousã não se repitam, ou pelo menos sejam atenuados, estão a ser formados 1350 militares até maio, que vão ajudar os bombeiros no próximo verão. Será a primeira vez que um número tão elevado de elementos das forças armadas vão participar nas operações de rescaldo dos fogos.

A cerca de cinco meses da fase Charlie — a mais crítica em termos operacionais —, a ministra só consegue dar garantias de que três dos seis helicópteros Kamov de combate a incêndios estarão 100% operacionais a 1 de julho. Um deles está acidentado e dois passam por um processo de recuperação que Constança Urbano de Sousa considera “complexo”.

Para continuar a ler o artigo, clique AQUI
(acesso gratuito: basta usar o código que está na capa da revista E do Expresso. pode usar a app do Expresso - iOS e android - para fotografar o código e o acesso será logo concedido)