Siga-nos

Perfil

Expresso

Diário

Rui Horta e Costa, o 21º passageiro

Mais de dois anos depois de ter começado, a investigação da Operação Marquês continua a engrossar: Rui Horta e Costa é o 21º arguido do processo e demitiu-se esta quarta-feira do cargo de gestor dos CTT

Rui Gustavo

Rui Gustavo

Editor de Sociedade

Falta pouco mais mês para terminar o prazo dado pela Procuradora-Geral da República para terminar a investigação da Operação Marquês. E a equipa de investigadores do Ministério Público continua a recrutar nomes para a extensa lista de arguidos: o gestor Rui Horta e Costa é o 21º nome de suspeitos no caso de corrupção que envolve o ex-primeiro-ministro, José Sócrates.

De acordo com o “Correio da Manhã” (CM) desta quarta-feira, Rui Horta e Costa, que já se demitiu entretanto do cargo de gestor dos CTT, está indiciado pelos crimes de corrupção, fraude fiscal e branqueamento de capitais. Contactado pelo Expresso, recusou prestar quaisquer esclarecimentos.

Para continuar a ler o artigo, clique AQUI
(acesso gratuito: basta usar o código que está na capa da revista E do Expresso. pode usar a app do Expresso - iOS e android - para fotografar o código e o acesso será logo concedido)