Siga-nos

Perfil

Expresso

Diário

“O nuclear está fora do esquema democrático”

HENRI BAGUENIER. Ligado a Portugal há mais de 40 anos, o economista francês lecionou Economia da Energia no Instituto Superior de Economia e Gestão, em Lisboa e foi um dos consultores do plano energético português nos anos 80 do século XX. Na altura, como não podia opinar publicamente sobre o nuclear (por fazer parte de uma comissão científica francesa e por França ser o país que tentava vender a tecnologia nuclear a Portugal), assinava artigos de opinião contra esta forma de energia no Expresso usando o nome de mulher

O especialista em economia da energia Henri Baguenier, que foi um dos consultores do plano energético português nos anos 80, chama a atenção para os riscos da segurança nuclear na Europa e no mundo. Em entrevista ao Expresso, diz que “não há um verdadeiro controlo independente” das questões de segurança nuclear e lamenta que este sector esteja “fora do esquema democrático normal”

Carla Tomás

Carla Tomás

Jornalista

Desde que numa aula de física no liceu percebeu que o “risco desproporcionado” de produzir energia nuclear era como “matar uma mosca com uma kalashnikov” que Henri Baguenier se tornou assumidamente antinuclear. Aos 66 anos, o economista francês continua a ser um ativista neste campo. Esteve recentemente em Lisboa, onde participou na conferência internacional organizada pelo Movimento Ibérico Antinuclear (MIA) com o objetivo de “fechar Almaraz”. Em entrevista ao Expresso, argumenta que “a energia nuclear” funciona sem verdadeiro controlo”. “O nuclear foi sempre o grande poluidor da política comunitária.”

Porque não vemos em França ou em Espanha as populações a manifestarem-se contra o nuclear?
Há de chegar o dia em que partimos de zero reações à rejeição total. Espero que isso não aconteça na sequência de um acidente, mas a ameaça é mais forte que a concretização.

Para continuar a ler o artigo, clique AQUI
(acesso gratuito: basta usar o código que está na capa da revista E do Expresso. pode usar a app do Expresso - iOS e android - para fotografar o código e o acesso será logo concedido)