Siga-nos

Perfil

Expresso

Diário

A mini-mini remodelação de Costa: um sinal de preocupação e um voto de confiança

BEM VINDO. António Costa cumprimenta Álvaro Novo sob o olhar de Mourinho Félix esta tarde na tomada de posse no Palácio de Belém

MARCOS BORGA

Álvaro Novo tomou posse esta segunda-feira como secretário de Estado do Tesouro. Quem fica a ganhar? Rocha Andrade e Mourinho Félix

Helena Pereira

Helena Pereira

Editora de Política

O ministro das Finanças, Mário Centeno, conta a partir desta segunda-feira com um novo secretário de Estado, Álvaro Novo. Fica com a pasta do Tesouro, mas mais importante do que o nome do novo governante nesta mini-mini remodelação do Governo é o nome dos secretários de Estado que saem reforçados: Ricardo Mourinho Félix e Fernando Rocha Andrade.

Mourinho Félix cedeu a Novo uma parte da sua pasta (sector empresarial do estado e património público) mas ficou com o essencial, mantém-se como o número 1 dos ajudantes de Mário Centeno, focando-se apenas nas matérias essenciais para o Governo em 2017: a dívida pública e o processo de recapitalização da CGD.

Para continuar a ler o artigo, clique AQUI
(acesso gratuito: basta usar o código que está na capa da revista E do Expresso. pode usar a app do Expresso - iOS e android - para fotografar o código e o acesso será logo concedido)