Siga-nos

Perfil

Expresso

Diário

Academia das Ciências chama profissionais da escrita para mudarem acordo ortográfico

A Academia de Ciências de Lisboa (ACL) apresentou na semana passada um documento em que propõe “Sugestões para o Aperfeiçoamento do Acordo Ortográfico da Língua Portuguesa” e que vai ser apresentado na Assembleia da República com vista a abrir um processo de revisão do texto de 1990 que agora vigora. Em entrevista ao Expresso, o presidente da ACL anuncia que vai chamar para um encontro nacional os profissionais da escrita e as empresas que vendem corretores ortográficos para discutirem as mudanças necessárias - está agendado para março. Artur Anselmo de Oliveira Soares explica ainda que dentro da Academia há quem defenda que o acordo deve ser rasgado, mas a grande maioria tem opinião diferente. E deixa críticas ao poder político: “Não nos têm ouvido. Quando o acordo foi aplicado em 2011, nós não fomos informados”

Há hipótese de este documento abrir um processo de revisão do Acordo Ortográfico (AO)?
Sim. Este documento pode vir a abrir um processo de revisão do AO, mas a decisão cabe ao poder político. Segundo sei, as coisas estão bem encaminhadas. Já na próxima terça-feira estarei na Assembleia da República com um grupo de académicos para falar sobre as nossas sugestões em sede da comissão de acompanhamento do AO.

Que posição defende concretamente a Academia de Ciências de Lisboa (ACL)?
Existem duas posições. Uma extremista, que opta por rasgar o documento de 1990 e pelo retorno à convenção de 1945. E outra centrista, a nossa. Achamos que tudo é suscetível de melhoria. Somos partidários de maior ponderação para melhorar, aperfeiçoar o AO e para dialogar. Mas não nos têm ouvido. Quando o AO foi aplicado em 2011, não fomos informados, o que contraria o que está na lei. A ACL é o órgão consultivo do Governo em matérias linguísticas.

Para continuar a ler o artigo, clique AQUI
(acesso gratuito: basta usar o código que está na capa da revista E do Expresso. pode usar a app do Expresso - iOS e android - para fotografar o código e o acesso será logo concedido)