Siga-nos

Perfil

Expresso

Diário

Macedo chegou. Os dois grandes desafios (e um terceiro de pormenor) que tem para resolver

DETERMINAÇÃO. São muitos os trabalhos de Paulo Macedo à frente da Caixa Geral de Depósitos

LUÍS BARRA

Paulo Macedo já aterrou na Caixa e tem várias frentes de batalha. Terá de fechar as contas do banco público, pôr em marcha o plano de recapitalização e reestruturação desenhado por António Domingues e aprovado por Bruxelas e decidir o que fazer com os dois administradores da anterior equipa que não se demitiram

O ex-ministro da Saúde Paulo Macedo assumiu esta quarta-feira as rédeas do banco público, e os desafios que tem pela frente são muitos. Vai ter de seguir de perto a cartilha deixada por António Domingues e que serviu de base para que as negociações de recapitalização do banco público fossem bem sucedidas em Bruxelas.

Numa carta enviada aos trabalhadores da Caixa, Paulo Macedo e o presidente do Conselho de Administração, Emílio Rui Vilar, assumem que a ambição que o banco tem pela frente “é elevada e requer um grande envolvimento de todos”, para se conseguir “atingir os objetivos propostos de melhor eficiência, menos risco e maior rentabilidade”.

Para continuar a ler o artigo, clique AQUI
(acesso gratuito: basta usar o código que está na capa da revista E do Expresso. pode usar a app do Expresso - iOS e android - para fotografar o código e o acesso será logo concedido)