Siga-nos

Perfil

Expresso

Diário

Diz algo amoroso / Não me consigo recordar da emoção do carinho

Os últimos anos foram de descanso e descoberta para os The xx: Romy ficou noiva e chorou a morte dos pais, Oliver deixou o álcool, Jamie conheceu os caprichos da fama. Assim, os três amigos de infância cresceram; agora estão de volta e cantam histórias novas sobre o amor e a perda. Mas não esquecem a política, porque o mundo está esquisito. “Sempre dissemos que não queremos misturar música e política. A música é algo completamente diferente de tudo o resto no mundo. Mas se calhar é uma boa ideia assumir a responsabilidade”

Foi uma época estranha para os membros dos The xx: quando a última digressão, a correspondente ao então recém-lançado álbum “Coexist”, terminou em 2012, nenhum dos três soube o que fazer.

Para Romy Madley Croft, Oliver Sim e Jamie Smith, três amigos de infância com um gosto comum por misturar sons e cantar sentimentos, a vida tinha-se tornado aquilo: cantar todas as noites, encore após encore, festa após festa, até se encaminharem para os respetivos quartos de hotel sozinhos, cheios de energia mas sentindo-se vazios, em “piloto automático”.

Para continuar a ler o artigo, clique AQUI
(acesso gratuito: basta usar o código que está na capa da revista E do Expresso. pode usar a app do Expresso - iOS e android - para fotografar o código e o acesso será logo concedido)