Siga-nos

Perfil

Expresso

Diário

Saudações nazis, não, obrigado

reuters

A tomada de posse do 45º presidente dos EUA, Donald Trump, esta sexta-feira, contará com um aparato de segurança nunca visto e uma mega-marcha de mulheres. A extrema-direita estará por perto

Ao longo da Avenida Pensilvânia, em Washington, ultimam-se os palcos e adornam-se locais históricos como a Freedom Plaza e o Peace Monument. E nem a previsão de chuva intensa retira entusiasmo às equipas do protocolo.

Muito menos aos manifestantes, que tentarão perturbar, na sexta-feira, a tomada de posse do 45º presidente dos Estados Unidos, Donald Trump. “Eu vejo as coisas assim: O Donald Trump organizou uma festa e eu quero estragá-la”, diz, ao Expresso, Eugene Puryer, elemento do A.N.S.W.E.R, um dos vários grupos com autorização para marchar paralelamente à parada presidencial, que começará às 15h locais (20h em Lisboa).

Para continuar a ler o artigo, clique AQUI
(acesso gratuito: basta usar o código que está na capa da revista E do Expresso. pode usar a app do Expresso - iOS e android - para fotografar o código e o acesso será logo concedido)