Siga-nos

Perfil

Expresso

Diário

Parlamento Europeu em guerra aberta para eleger sucessor de Schulz

ADEUS. Martin Schulz anunciou em novembro que abandonava o PE para concorrer nas próximas legislativas alemãs, em 2017

reuters

Esta terça-feira deverá ser um dia longo para escolher um novo presidente do Parlamento Europeu. Há sete candidatos

A eleição do sucessor de Martin Schulz decorre esta terça-feira em Estrasburgo. Os eurodeputados portugueses antecipam um dia longo e de emoções, depois de ter sido quebrado o entendimento entre populares e socialistas na escolha prévia do vencedor. Há sete candidatos, mas a luta final deverá fazer-se entre os italianos Antonio Tajani (PPE) e Gianni Pittella (S&D).

Na véspera da eleição do novo presidente, o ambiente no Parlamento Europeu está “agitado” e espera-se para terça-feira “um dia de emoções”, dizem os eurodeputados. É que pela primeira vez em muito tempo desfez-se o entendimento prévio entre os dois maiores grupos políticos europeus, PPE e S&D, de apoiarem o mesmo candidato. Portanto, a votação arranca sem que se saiba o vencedor e há quem veja nisso um “regresso da política” à instituição europeia.

Para continuar a ler o artigo, clique AQUI
(acesso gratuito: basta usar o código que está na capa da revista E do Expresso. pode usar a app do Expresso - iOS e android - para fotografar o código e o acesso será logo concedido)