Siga-nos

Perfil

Expresso

Diário

O que o caso Nutella nos ensina (ou não) sobre o que comemos

d.r.

Um estudo da Autoridade Europeia para a Segurança dos Alimentos revelou que o óleo de palma contém elevados níveis de substâncias tóxicas e carcinogénicas. Este é um ingrediente presente em dezenas de alimentos que diariamente chegam à nossa mesa (margarina, enlatados, conservas, massas, entre outros). Agora, a polémica instalou-se depois de a Ferrero, a empresa que produz a nutella, ter defendido publicamente o uso do óleo de palma. Ao Expresso a gigante alimentar garante: “nenhum produto da marca deixou de ser comercializado na Europa.” E os nutricionistas avisam: “deve ser evitado”

Sabe quais são os principais ingredientes da nutella? Nem é cacau nem avelãs. Apesar de serem estes os sabores que distinguem o famoso creme para barrar, são o açúcar e o óleo de palma que estão presentes em maior quantidade. Este último ingrediente tem estado debaixo de fogo depois de um estudo da Autoridade Europeia para a Segurança dos Alimentos (AESE) ter concluído que contém elevados níveis de GE, 3-MCPD e 2 MCPD, substâncias consideradas como potencialmente cancerígenas quando expostas a temperaturas superiores a 200 graus.

“O painel de especialistas em Contaminantes da Cadeia Alimentar da AESE considera que existem provas suficientes de que o glicidol (principal composto do GE) é genotóxico e carcinogénico”, referiu Helle Knutsen, membro do grupo de investigação.

Para continuar a ler o artigo, clique AQUI
(acesso gratuito: basta usar o código que está na capa da revista E do Expresso. pode usar a app do Expresso - iOS e android - para fotografar o código e o acesso será logo concedido)

  • EUA: Governo quer saber quanta Nutella os americanos comem

    A Ferrero, dona do creme de avelã e chocolate, diz que a quantidade que aparece na informação nutricional nos rótulos nos EUA - 2 colheres de cada vez - é demasiado elevada e não corresponde à verdade. Na dúvida, a entidade reguladora resolveu perguntar aos próprios consumidores