Siga-nos

Perfil

Expresso

Diário

“Temos um casamento feliz com Rui Moreira”

O líder da Distrital do CDS-PP do Porto renovou esta semana os votos de união à recandidatura de Rui Moreira às próximas autárquicas, o candidato “preferido” do partido ainda antes de nascer o movimento independente ‘O Nosso Partido é o Porto’. Álvaro Castello-Branco garante que o PSD não tentou convencer os centristas a concorrerem juntos à Câmara do Porto, nem tal teria sentido depois do divórcio consumado em 2013 por causa da escolha de Luís Filipe Menezes. E nega que no Porto haja uma espécie de geringonça com outras cores

Isabel Paulo

Isabel Paulo

Jornalista

RENOVAÇÃO. Álvaro Castello-Branco orgulha-se de o CDS-PP ser o partido presente há mais anos na governação do Porto

RENOVAÇÃO. Álvaro Castello-Branco orgulha-se de o CDS-PP ser o partido presente há mais anos na governação do Porto

O anúncio de Assunção Cristas da renovação do apoio a Rui Moreira, há quase um ano, condicionou a decisão do partido?
Nada. A presidente do partido entendeu que não havia razão para se seguir outro caminho e que Rui Moreira, por tudo o que tem feito pela cidade neste mandato, era o melhor autarca para o Porto. Foi uma convicção pessoal, unanimemente aceite pelo partido.

A decisão foi aprovada agora na distrital do CDS-PP do Porto por aclamação, mas foi considerada precipitada pelo conselheiro nacional Marcelo Mendes Pinto, que acusou a líder de se colar a Moreira sem tomar o pulso ao partido...
Foi uma voz discordante mas isolada, naturalmente respeitável. E sei que Assunção Cristas, quando no congresso anunciou o apoio a Rui Moreira, já tinha tomado o pulso ao partido. Sabia bem o que o conselho nacional, a comissão executiva e a distrital do Porto pensavam.

Para continuar a ler o artigo, clique AQUI
(acesso gratuito: basta usar o código que está na capa da revista E do Expresso. pode usar a app do Expresso - iOS e android - para fotografar o código e o acesso será logo concedido)