Siga-nos

Perfil

Expresso

Diário

Soares foi da Maçonaria? Sim e não…

arquivo expresso

Quarta de cinco histórias sobre a vida de Mário Soares. Hoje sobre a sua relação com a Maçonaria e da sua Maçonaria com a nossa Maçonaria e da sua pessoa com os nossos maçons, de como ele se entediava de morte com tudo isso e de como alguém pagou por ele as quotas em atraso

Henrique Monteiro

Henrique Monteiro

Redator Principal

Soares foi da Maçonaria? Sem dúvida? E foi maçon? Sobre esta segunda pergunta a doutrina divide-se. Há os que pensam que basta ter sido iniciado numa Loja Maçónica para se ser maçon; e há os que pensam que ser maçon é ter uma vivência e uma permanência na maçonaria, não apenas ter sido iniciado. Digamos, em linguagem mais corrente, que Mário Soares é como aquelas pessoas que são batizadas mas não são praticantes.

No fundo, qual é a história?

Que Soares estava rodeado de maçons em Portugal (dos poucos que sobreviveram ao decreto que extinguiu a Maçonaria em 1935 e trabalharam clandestinamente) é claríssimo. No entanto, foi preciso esperar pelo ano de 1972, tinha Mário Soares 47 anos, a caminho dos 48, para que o convencessem a entrar na organização.

Para continuar a ler o artigo, clique AQUI
(acesso gratuito: basta usar o código que está na capa da revista E do Expresso. pode usar a app do Expresso - iOS e android - para fotografar o código e o acesso será logo concedido)

  • A mais loooooonga pergunta do mundo

    Segunda das cinco histórias que publicaremos sobre a vida de Mário Soares esta semana, sobre uma pergunta interminável e com duas traduções sucessivas

  • Uma refeição explosiva

    Soares, após a morte de Delgado, recusou outra pessoa para a liderança da oposição democrática que não fosse ele. E ganhou essa guerra. É a primeira de cinco histórias sobre a vida de Mário Soares que publicaremos esta semana