Siga-nos

Perfil

Expresso

Diário

Mudar de vida por Deus

MUDANÇA. Fernando Ribeiro que deixou Engenharia Agrária para se dedicar aos jesuítas

marcos borga

No dia em que é apresentado o mais recente filme do realizador norte-americano Martin Scorsese, “Silêncio”, centrado na odisseia de dois padres jesuítas portugueses no Japão, no século XVII, reproduzimos o artigo publicado no Expresso de 8 de agosto de 2015 sobre jovens portugueses que dedicaram recentemente as suas vidas à Companhia de Jesus. São cada vez menos, mas a variedade de percursos académicos, o silêncio e a capacidade de mudar a sociedade ainda atraem

Antes de entrar para a Companhia de Jesus, Duarte tocou na primeira parte de um concerto dos Azeitonas. Fernando deixou Engenharia Agrária, Pedro trocou a economia orientada para o lucro pela ideia da partilha. E João pensou que, para ser padre, teria de abandonar a Faculdade de Belas Artes, mas, afinal, a ordem religiosa precisava de um padre escultor.

Num tempo em que as notícias são a diminuição das vocações - em média, a cada ano, são ordenados metade dos padres que morrem - há jovens que, mesmo com caminho profissional aberto, optam pelo sacerdócio. Não querem paróquias nem a pura contemplação. Na rua, passam incógnitos, de polo de cores garridas e calças de ganga. São sacerdotes jesuítas, mas não se importam de ser tratados pelo primeiro nome.

Para continuar a ler o artigo, clique AQUI
(acesso gratuito: basta usar o código que está na capa da revista E do Expresso. pode usar a app do Expresso - iOS e android - para fotografar o código e o acesso será logo concedido)