Siga-nos

Perfil

Expresso

Diário

Espanha garante que aterro nuclear em Almaraz não é assunto encerrado

Tiago Miranda

Negociações. Portugal ameaçou apresentar queixa em Bruxelas e chegou mesmo a dizer que não valia a pena reunir-se com Espanha, depois de ter criticado a falta de diálogo do Governo espanhol. Reunião vai mesmo acontecer - está marcada para esta quinta-feira em Madrid. Em causa está a construção de aterro nuclear junto ao Tejo, a 100 kms da fronteira portuguesa

Carla Tomás

Carla Tomás

texto

Jornalista

Tiago Miranda

Tiago Miranda

fotos

Fotojornalista

Depois de uma semana de suspense, o ministro português do Ambiente vai mesmo a Madrid falar com a sua homóloga espanhola sobre o armazém temporário de resíduos radioativos aprovado para os terrenos da central nuclear de Almaraz, junto ao Tejo. O encontro entre João Matos Fernandes e Isabel Garcia Tejerina está marcado para as 10h30 (hora de Portugal Continental) desta quinta-feira. A eles juntar-se-á o ministro espanhol da Energia, Alvaro Nadal.

Matos Fernandes confirma que irá a Madrid porque Portugal recebeu “garantias por parte de Espanha de que o processo do armazém temporário individualizado de resíduos nucleares de Almaraz não está encerrado”. A reunião tem como objetivo “encontrar uma solução de consenso entre os dois países” para a questão.

Para continuar a ler o artigo, clique AQUI
(acesso gratuito: basta usar o código que está na capa da revista E do Expresso. pode usar a app do Expresso - iOS e android - para fotografar o código e o acesso será logo concedido)