Siga-nos

Perfil

Expresso

Diário

O que eu gostava de ter escrito sobre Bowie

O ARTISTA. Nunca ninguém conseguiu amarrar Bowie a um rótulo e isso é algo inimitável

getty

David Bowie morreu precisamente há um ano e deixou-nos um legado de genialidade, tolerância e humildade. Sobretudo de humildade

No dia em que David Bowie morreu o Expresso Curto era meu - e correu mal. Não tive o jogo de cintura para refazer o texto e escrevi apenas um parágrafo de banalidades e adjetivações, porque só me passou pela cabeça elogiá-lo. E pus o título: “Morreu David Bowie. Ponto final parágrafo”.

Bowie tinha 69 anos e havia que resumir a sua importância numa newsletter que se quer curta, como o nome, e entregue a horas, como deve ser. Só que há pessoas que não cabem em caixas de e-mail, porque tiveram percursos tão ricos e variados e chegaram a tantos lugares que se torna impossível seguir-lhes o rasto e calcular o impacto na vida dos outros.
Comigo, aconteceu assim.

Para continuar a ler o artigo, clique AQUI
(acesso gratuito: basta usar o código que está na capa da revista E do Expresso. pode usar a app do Expresso - iOS e android - para fotografar o código e o acesso será logo concedido)