Siga-nos

Perfil

Expresso

Diário

O “faz tudo” que mudou as nossas vidas nasceu há 10 anos

É ISTO. Steve Jobs apresentando um iPhone

getty

Há uma década, Steve Ballmer, o então CEO da Microsoft, não augurou grande futuro ao smartphone lançado por Steve Jobs. Falhou tão rotundamente que a sua empresa foi ultrapassada pela Apple como a mais valiosa do mundo, graças a um telemóvel que revolucionou a forma como vivemos

Houve um tempo em que um telemóvel servia para fazer chamadas ou mandar SMS. Em que, para ouvirmos música, era preciso um leitor de MP3. Em que víamos televisão sentados no sofá ou à mesa de um café, líamos os jornais em papel ou ao computador, usávamos máquinas fotográficas para tirar fotos. Era o tempo em que colávamos o GPS ao limpa pára-brisas do carro com uma ventosa. E em que precisávamos de estender a mão na rua ou de fazer um telefonema para pedir um táxi. Parece que foi há uma eternidade, mas a nossa vida começou a mudar há uma década.

Para continuar a ler o artigo, clique AQUI
(acesso gratuito: basta usar o código que está na capa da revista E do Expresso. pode usar a app do Expresso - iOS e android - para fotografar o código e o acesso será logo concedido)