Siga-nos

Perfil

Expresso

Diário

Cem professores podem construir uma escola mas só a Chico pode torná-la um lar

Inês Pedro Fernandes foi a única aluna a entrar este ano numa universidade portuguesa com um 20 a tudo. O outro estudante a conseguir nota de candidatura idêntica rumou a Manchester. Inês também pondera ir para o estrangeiro, mas é na Nova Information Management School, no curso de Gestão de Informação, que está agora. A propósito dos rankings das escolas, que disponibilizamos no site do Expresso este sábado e na edição em papel, Inês explica como acontecem os 20, descreve sensatamente o que 100 professores não conseguem sozinhos neste mundo das escolas e anuncia um facto relevante: “A minha escola sempre acolheu de abraços abertos quem quer que fosse que lhe batesse à porta, para bem ou para mal das posições nos rankings”

Texto Inês Pedro Fernandes

Enquanto futura economista, tenho de saber que os números não são só números. Os números são apenas uma representação matemática de algo com muito mais significado – pessoas, vidas, convívios, experiências – e escondem sempre uma razão de ser, que pode ou não ser óbvia. Um bom economista é, portanto, economista, matemático, psicólogo, sociólogo, bom-sensólogo e será, sabe Deus, os demais ofícios que precisará de usar para conseguir decifrar certos números e prever outros.

Por este motivo, fico sempre de pé atrás quando ouço alguém falar de números como se estes começassem e terminassem em si próprios, o que, a meu ver, é um insulto à sua enorme complexidade e às pessoas que eles representam.

Para continuar a ler o artigo, clique AQUI
(acesso gratuito: basta usar o código que está na capa da revista E do Expresso. pode usar a app do Expresso - iOS e android - para fotografar o código e o acesso será logo concedido)