Siga-nos

Perfil

Expresso

Diário

“Uma grande celeuma”: Governo propõe tema do aborto a partir do 5º ano

ABORTO. Ministério da Educação propõe tema do aborto como parte da educação sexual nas escolas, a partir do 5º ano

ULRICH BAUMGARTEN / GETTY IMAGES

Ministério da Educação abriu à consulta pública o referencial da Educação para a Saúde, que inclui o tema da interrupção voluntária da gravidez na educação sexual para alunos do 5º e 6º ano. Como resposta, mais de 4.500 pessoas assinaram uma petição contra a apresentação deste tema a crianças de dez e 11 anos

O Ministério da Educação quer implementar nas escolas portuguesas um referencial para a Saúde, que integra - para além de temas dentro da saúde mental e prevenção da violência, educação alimentar, atividade física, comportamentos aditivos e dependências -, a temática dos afetos e da educação para a sexualidade.

Mas um movimento de cidadãos contesta uma das propostas do documento da Direção-Geral da Educação (DGE) que pretende servir de referência às escolas. A petição online [http://www.citizengo.org/pt-pt/lf/39489-aborto-educacao-sexual-em-portugal-diga-nao], que conta já com mais de 4.500 assinaturas, questiona a pertinência de se introduzir o tema da interrupção voluntária da gravidez (IVG) no 5º e 6º ano de escolaridade.

Para continuar a ler o artigo, clique AQUI
(acesso gratuito: basta usar o código que está na capa da revista E do Expresso. pode usar a app do Expresso - iOS e android - para fotografar o código e o acesso será logo concedido)