Siga-nos

Perfil

Expresso

Diário

Vozes ordinárias explicam um acontecimento extraordinário

Caixão de um das vítimas depositado na mortuária de São Vicente, na Colômbia, antes da viagem para o Brasil

getty

Antes da demorada perícia técnica, dois depoimentos elucidaram as razões da queda do avião da Chapecoense. Já há detidos

Plínio Fraga, correspondente no Brasil

As causas do maior acidente aéreo envolvendo desportistas no mundo - a queda a 28 de novembro do voo da LaMia que transportava a equipa brasileira da Chapecoense - cada vez mais parecem prosaicas, frutos de erros grosseiros. Essa certeza construiu-se a partir de vozes ordinárias que explicaram um acontecimento extraordinário.

Muito antes das respostas da perícia técnica - prevista para ser concluída somente nos próximos meses -, um tripulante da LaMia e uma funcionária de aeroporto boliviano traçaram o quadro da tragédia, conforme a investigação oficial elucidou.

Para continuar a ler o artigo, clique AQUI
(acesso gratuito: basta usar o código que está na capa da revista E do Expresso. pode usar a app do Expresso - iOS e android - para fotografar o código e o acesso será logo concedido)