Siga-nos

Perfil

Expresso

Diário

Ver esta criação lá fora e não acreditar em Deus parecia-lhe impossível

reuters

John Glenn, o primeiro norte-americano a orbitar em torno da Terra, tornou-se símbolo de patriotismo e perseverança. O último sobrevivente dos pioneiros da era do espaço morreu esta quinta-feira. A história dele é uma lenda

Zero gravidade e sinto-me bem. Oh, esta vista é fantástica”, declarou um John Glenn maravilhado com visões como a que teve a sobrevoar a Austrália, reparando que os habitantes da cidade de Perth tinham acendido todas as luzes como forma de o saudar.

O voo era perigoso – era a primeira vez que um astronauta norte-americano percorria a órbita terrestre, numa altura em que havia dúvidas sobre a forma como o sistema respiratório humano reagiria ao espaço ou sobre se os astronautas conseguiriam alimentar-se durante as missões. Mas Glenn, como sempre, mostrava os seus nervos de aço.

Foi mesmo preciso tê-los quando o sistema de controlo automático da cápsula Friendship 7 falhou, sendo o astronauta obrigado a assumir o controlo manual logo após a primeira volta à Terra – naquelas 4 horas e 56 minutos, faria o percurso três vezes.

Para continuar a ler o artigo, clique AQUI
(acesso gratuito: basta usar o código que está na capa da revista E do Expresso. pode usar a app do Expresso - iOS e android - para fotografar o código e o acesso será logo concedido)