Siga-nos

Perfil

Expresso

Diário

Trump. É “confuso” e “contraditório”. Será “business as usual”?

getty

Um mês depois da eleição que surpreendeu o mundo, ainda se tenta adivinhar como será o mundo do Presidente Donald. Três especialistas convidados pelo think-tank de Paulo Rangel no Partido Popular Europeu atiraram os búzios, leram as folhas de chá, analisaram as pistas e tentam responder às dúvidas. Mas as perguntas ainda são mais do que as certezas

Filipe Santos Costa

Filipe Santos Costa

em Bruxelas

Jornalista da secção Política

Um mês depois da inesperada vitória do "Donald", tentar adivinhar como será a sua presidência e que impacto esta terá no mundo ainda é um exercício político de alto risco. Uma mistura de análise, palpites e adivinhação, com cientistas políticos e especialistas em diplomacia a escrutinarem pistas como se lessem o futuro em folhas de chá.

Giovanni Grevi, investigador sénior do European Policy Centre, não se acanha em dizer que é tudo "um bocado confuso", mas por enquanto ainda tem mais perguntas do que respostas. "O presidente eleito quer mesmo fazer aquilo que diz e estará preparado para implementar as suas principais promessas eleitorais sobre política externa? Que margem de manobra terá o presidente Trump quando estiver na .casa Branca, tendo em conta os constrangimentos internos e externos? Com Trump a personalidade do presidente terá mais peso nas tomadas de decisão do que com os seus antecessores, tornando a política externa norte-americana possivelmente mais volátil e imprevisível?" Perguntas, perguntas, perguntas...

Para continuar a ler o artigo, clique AQUI
(acesso gratuito: basta usar o código que está na capa da revista E do Expresso. pode usar a app do Expresso - iOS e android - para fotografar o código e o acesso será logo concedido)