Siga-nos

Perfil

Expresso

Diário

Cazeneuve, o soldado que vai salvar Valls e Hollande?

reuters

Bernard Cazeneuve, novo primeiro-ministro francês para apenas meio ano, é um discreto, consensual e eficaz socialista. Foi escolhido por ser um dos poucos que pode amparar o Presidente, François Hollande, que quer sair dignamente do Eliseu. E também porque, aparentemente, pode ajudar o seu antecessor, Manuel Valls, na campanha para as presidenciais. Mas nada, neste momento, é certo em França, até porque Valls é suspeito por alguns de ter apunhalado Hollande pelas costas

Homem consensual no muito dividido PS francês, Bernard Cazeneuve tem como missão dirigir o Governo até às eleições presidenciais e legislativas da primeira metade de 2017. Mas, simultaneamente, terá, em princípio, uma outra dupla tarefa: preparar da melhor forma possível a saída de cena de François Hollande, que não se recandidata a um segundo mandato na Presidência francesa, e ajudar o até agora primeiro-ministro, Manuel Valls, na sua difícil campanha para o Eliseu.

Contudo, com um Presidente que perdeu autoridade ao ser obrigado a renunciar à recandidatura, e um candidato à presidência, Manuel Valls, suspeito de ter apunhalado o Presidente pelas costas para poder avançar com a sua ambição presidencial, as tarefas de Cazeneuve parecem muito complicadas, senão impossíveis.

Para continuar a ler o artigo, clique AQUI
(acesso gratuito: basta usar o código que está na capa da revista E do Expresso. pode usar a app do Expresso - iOS e android - para fotografar o código e o acesso será logo concedido)