Siga-nos

Perfil

Expresso

Diário

Abusos sexuais: o lado horroroso do futebol

getty

Um ex-futebolista britânico encheu-se de coragem e denunciou publicamente há nove dias os abusos sexuais de que foi alvo quando era apenas um menino com o sonho de jogar à bola. Desde então, denúncias semelhantes multiplicam-se numa escala preocupante. O escândalo está a espantar o Reino Unido e os grandes clubes já começaram a reagir

No dia do casamento da sua irmã, Andy Woodward, então um jovem aspirante a jogador de futebol profissional com apenas 18 anos, estava presente na Igreja. No entanto, ao ver os noivos a trocarem alianças, Woodward não conseguia sentir-se feliz pela própria irmã; em vez disso, sentia que estava a ser “torturado”. A explicação para este sentimento é um murro no estômago: o noivo, o homem que estava prestes a tornar-se seu cunhado, era o mesmo homem que abusara sexualmente de Woodward durante quatro anos da sua adolescência.

Os pormenores da história de Woodward são arrepiantes e fazem parte da entrevista que o ex-jogador de futebol, agora com 43 anos, deu esta semana ao “The Guardian” com o objetivo de finalmente trazer a público o historial de abusos que colocou em risco a sua própria vida, mas também para dar coragem a outras vítimas para fazerem o mesmo. A ideia resultou: em poucos dias, o Reino Unido percebeu que tem um problema de abusos sexuais entre os jovens desportistas muito maior do que imaginava.

Para continuar a ler o artigo, clique AQUI
(acesso gratuito: basta usar o código que está na capa da revista E do Expresso. pode usar a app do Expresso - iOS e android - para fotografar o código e o acesso será logo concedido)