Siga-nos

Perfil

Expresso

Diário

E agora foi aqui que o populismo derrotou as elites

VOTAÇÃO. Donald Trump venceu as eleições americanas no apuramento indireto e não no voto popular

sRDJAN ZIVULOVIC / REUTERS

Duterte é presidente das Filipinas, Bolsonaro ameaça candidatar-se às presidenciais brasileiras e Trump chega à Casa Branca. Embora com diferentes cambiantes, multiplicam-se os sinais da rejeição das elites políticas um pouco por todo o mundo, postas em xeque por líderes populistas

Há claramente um novo fenómeno político em marcha no mundo, capaz de iludir as sondagens e de nos surpreender. Grupos importantes da população, tanto do ponto de vista numérico, como sociológico, deixaram de se rever nas cúpulas políticas, nas elites empresariais, nos universitários e nos próprios media para não falar nas sondagens.

Se estivéssemos na Revolução Industrial ou no tempo da Guerra Fria, teríamos movimentos de massas na rua, grandes mobilizações sindicais e uma acesa luta política. Mas não estamos.

Para continuar a ler o artigo, clique AQUI
(acesso gratuito: basta usar o código que está na capa da revista E do Expresso. pode usar a app do Expresso - iOS e android - para fotografar o código e o acesso será logo concedido)