Siga-nos

Perfil

Expresso

Diário

Os evangélicos, poder em ascensão, no céu e na terra

ELEITO Marcelo Crivella, novo presidente da câmara do Rio de Janeiro

getty

EUA, Brasil, África, Ásia: a influência dessa parte do Cristianismo não para de aumentar

Luís M. Faria

Jornalista

No Rio de Janeiro, acabam de eleger um presidente da câmara – um prefeito, para sermos exatos. Nos Estados Unidos, poderão estar prestes a eleger um Presidente, se houver mais alguma surpresa chocante que atinja a concorrência. Em África, através dos seus representantes americanos e não só, têm uma influência crescente, levando por vezes a mudanças legislativas que são bastante polémicas. I

nternacionalmente, constituem um dos principais apoios externos do primeiro-ministro israelita, Benjamin Netanyahu, na sua oposição liminar a compromissos territoriais – acham que o antigo Israel deve ser integralmente devolvido aos judeus, para que a História se possa repetir e Cristo regresse à Terra. Destacam-se igualmente noutras partes do mundo, em especial a América Latina. Até na Ásia se estão a implantar com vigor. São os evangélicos, uma parte do cristianismo hoje mais poderosa do que nunca.

Para continuar a ler o artigo, clique AQUI
(acesso gratuito: basta usar o código que está na capa da revista E do Expresso. pode usar a app do Expresso - iOS e android - para fotografar o código e o acesso será logo concedido)

  • A eleição do novo prefeito do Rio de Janeiro, sobrinho do fundador da IURD e ele próprio ex-bispo daquela igreja, Marcelo Crivella, deixou muita gente em estado de choque. Em Washington, quando o diretor do FBI, James Comey, obteve um mandado para continuar a investigar as mensagens da candidata Hillary Clinton, voltou a falar-se em conspiração: Trump está, de novo, apenas a um por cento da vitória