Siga-nos

Perfil

Expresso

Diário

E se Ricciardi trouxer o grupo chinês que vai comprar o Novo Banco?

O investidor chinês Minshenge Bank é um dos cinco candidatos na corrida à compra do Novo Banco. Avançou com uma proposta firme. Se vencer, será a segunda vez que um investidor do Império do Meio compra um banco da família Espírito Santo. A Haitong comprou, no final de 2014, o BES Investimento (BESI). A coincidência não ficaria por aqui: seria também a segunda vez que a equipa do antigo BESI estaria nos bastidores do negócio. E José Maria Ricciardi, presidente da Haitong e filho de um dos maiores acionistas do Grupo Espírito Santos, ficaria ligado à solução encontrada para o banco que herdou os ativos bons do BES

Foi em outubro que se ficou a saber que o grupo chinês China Minsheng Financial Holding estava na corrida à compra do Novo Banco. Porém, o interesse já havia sido manifestado ao Banco de Portugal e a Sérgio Monteiro, responsável pela gestão do processo de venda, em maio.

O Minsheng Financial entregou esta sexta-feira uma proposta de compra, a concretizar-se através de uma operação de aumento de capital, soube o Expresso. É um dos cinco candidatos à compra do Novo Banco. Tem a representá-lo a Haitong, banco de investimento chinês que comprou o BES Investimento (BESI), no final de 2014, e manteve na liderança do banco, José Maria Ricciardi, primo de Ricardo Salgado, ex-presidente do BES, e filho de um dos maiores acionistas do Grupo Espírito Santo, António Ricciardi.

Para continuar a ler o artigo, clique AQUI
(acesso gratuito: basta usar o código que está na capa da revista E do Expresso. pode usar a app do Expresso - iOS e android - para fotografar o código e o acesso será logo concedido)