Siga-nos

Perfil

Expresso

Diário

A maior máquina do mundo vai ser 10 vezes mais potente. Para descobrir 27% do Universo

GIGANTE O acelerador de partículas LHC tem um túnel circular de 27 km de comprimento, construído a 175 metros de profundidade em Genebra. É a maior máquina do mundo

FOTO CERN

O CERN está a procurar parceiros industriais em Portugal para o HL-LHC, o novo acelerador de partículas da organização, que custa quase 900 milhões de euros e vai arrancar em 2026

Virgílio Azevedo

Virgílio Azevedo

Redator Principal

O maior e mais poderoso acelerador de partículas do mundo, o LHC (Grande Colisor de Hadrões), vai ter a sua taxa de colisões multiplicada por dez para poder descobrir novas partículas e propriedades da matéria e a misteriosa matéria negra, que constitui 27% do Universo.

Localizado em Genebra, na Suíça, o acelerador que é também a maior máquina do planeta, com um túnel circular de 27 km de comprimento construído a 175 metros de profundidade, precisa de um forte aumento da sua taxa de colisões de partículas (ou luminosidade) a partir de 2023 para continuar a ter um grande potencial de descoberta dos segredos da matéria e da origem do Universo.

Para continuar a ler o artigo, clique AQUI
(acesso gratuito: basta usar o código que está na capa da revista E do Expresso. pode usar a app do Expresso - iOS e android - para fotografar o código e o acesso será logo concedido)