Siga-nos

Perfil

Expresso

Diário

Forças iraquianas ocupam primeiro bairro de Mossul

AO ATAQUE. Ofensiva das forças especiais iraquianas em Kokjali, na parte ocidental de Mossul, nesta quarta-feira FOTO REUTERS

reuters

A leste e norte da cidade, o avanço, respetivamente, de tropas especiais iraquianas e de forças curdas foi mais rápido que o esperado. Mas falta o mais difícil: conquistar o centro da cidade onde o Daesh se refugiou. No dia - o 17º da ofensiva - em que as forças iraquianas conseguem entrar finalmente em Mossul, o ponto da situação e o mapa interativo da investida da coligação

Ao 17º dia da ofensiva das forças coligadas contra Mossul, no norte do Iraque, uma coluna blindada de 90 viaturas da Divisão de Ouro (forças especiais iraquianas) conquistou o bairro de Gogjali, no leste da cidade, embora as operações de consolidação ainda prossigam. Aguardam-se, nas próximas horas, novas entradas de forças iraquianas na cidade, agora pelo lado sul. Milhão e meio de residentes é mantido refém por três a cinco mil elementos do Daesh, concentrados nos bairros centrais no oeste da cidade, na margem direita do rio Tigre, cujas pontes têm sido destruídas pela aviação francesa.

Do lado norte são as forças curdas a consolidar posições à volta da cidade, já que ficou definido na divisão de trabalho que não entrarão na área urbana (para evitar atritos com a população árabe sunita e turcomana), cabendo-lhes consolidar e defender o anel exterior de cerco.

Para continuar a ler o artigo, clique AQUI
(acesso gratuito: basta usar o código que está na capa da revista E do Expresso. pode usar a app do Expresso - iOS e android - para fotografar o código e o acesso será logo concedido)